O papel do Farmacêutico Hospitalar

O papel do Farmacêutico Hospitalar

O paciente é o real beneficiário das ações do farmacêutico. A farmácia tem participação estratégica na elaboração de uma política de uso racional de medicamentos visando melhorar e garantir a qualidade da farmacoterapia e reduzir os custos para o estabelecimento, já que a politerapia além de onerar os custos com cuidados ao paciente, ocasiona elevação da morbimortalidade decorrente do uso inapropriado dos medicamentos

O papel do farmacêutico dentro do contexto hospitalar antes era apenas administrativo na programação de medicamentos e organização de recursos financeiros. Atualmente, além dessa responsabilidade administrativa, a prática farmacêutica direciona‑se para o paciente, tendo o medicamento como instrumento e não mais como fim. Desta forma, promove suporte técnico junto à equipe de saúde, na análise de prescrição, monitorização do tratamento e do quadro clínico do paciente, durante a sua internação. A atuação do farmacêutico hospitalar possui o propósito de conseguir resultados que melhorem a qualidade de vida do paciente.

 

 

 

 

Compartilhe: